Início
NOTÍCIAS
27/08/2013
Vereador Clovito:"Não retiro minha assinatura da CPI dos Maquinários"
Walter Machado
O vereador cuiabano Clovito Hugueney, PTB, utilizou hoje (28-08) o Grande Expediente da sessão ordinária da Câmara Municipal para reafirmar que manterá sua assinatura na CPI dos Maquinários, "doa a quem doer". Clovito destacou que não é filho de pai assombrado, 'sequer produto de Viagra'. Sobre o secretário municipal de Governo Fábio Garcia, frisou o parlamentar, "eu lhe disse que ele é devagar para resolver problemas entre o Alencastro e a Câmara".

Clovito sublinhou ainda ser 'homem com H' e exigiu que o respeitem como tal. "Operei foi do estômago, não da cabeça, que está lúcida. Não devo nem temo ninguém. Lá, no sétimo andar do Palácio Alencastro, tem muita gente com medo. Mas, de quê? Aí tem gato na tuba. Pipoca só pula quando tocam fogo no seu (...)".

O vereador disse que reassumiu seu mandato com o propósito definido de assinar a CPI dos Maquinários. "Portanto, não aceito retaliações que tentem me intimidar, humilhar. Disseram que meu pessoal na Prefeitura iria ser demitido por causa disso. São funcionários - ironizou - que ganham fábulas, verdadeiras fortunas, orçadas em um salário mínimo ou pouco mais. Gente que trabalha sábado e domingo sem um centavo de hora extra. É esse o pessoal ameaçado de perder o emprego".

Na sua opinião, a pior coisa para um homem é ser humilhado. "Não humilho nem aceito ser humilhado. Muito menos por traidores, detentores de carguinhos passageiros. Pessoas que comiam costela na minha casa e agora, por conta desses carguinhos, estão aí, arvorando-se de defensores do Alencastro e contra este vereador".

Segundo ele, o fato de o Ministério Público ter arquivado o processo não impede que a Câmara se debruce para apurar fatos que continuam nebulosos e questionados pela população. "É isto que o Legislativo quer fazer: cumprir sua atribuição de fiscalizar os órgãos públicos. Um velho ditame popular já diz: 'Onde tem fumaça tem fogo'. Agora, se o MP arquivou, por qual motivo estão bravos? Afinal, quem não deve
não teme".

O petebita observou que o fato de estar inserido entre os nove parlamentares que assinaram a CPI requerida pelo vereador Toninho de Souza, PSD, não significa qualquer embate político e pessoal com Mauro Mendes. "Nunca pedi nada ao prefeito, sequer um centavo ou favor, podem perguntar diretamente a ele. Mesmo porque não apoiei este homem, apoei Lúdio Cabral. Porém, vou exigir que Mauro trabalhe por Cuiabá. Meu desejo é que Cuiabá seja a cidade mais linda do Centro Oeste. Torço para que seja um grande prefeito. E vou olhar com lupa, atentamente, cada ação da Prefeitura. E ficarei contra tudo que for oposto à vontade da cidade e do seu povo".

João Carlos Queiroz Secom/Câmara

Imprimir Voltar Compartilhar:  




+ Notícias
15/12 - Nota de Pesar
15/12 - Câmara lembra o Dia do Rasqueado Cuiabano
14/12 - Vereador Xavier quer Cuiabá com saneamento básico concluído
14/12 - Misael fala das realizações deste ano na Câmara
14/12 - Câmara realiza 3ª Audiência Pública da LOA nesta segunda-feira (18), às 09:00 horas
14/12 - Bussiki homenageia pessoas que se dedicam ao combate à corrupção
13/12 - Vereador Orivaldo da Farmácia apresenta Projeto Sonha Brasil na Câmara de Cuiabá
11/12 - Estudantes e profissionais da escola municipal Octacílio da Cruz visitam Câmara de Cuiabá
11/12 - Justino apoia ação para construir Hospital São Pio e Cidade de Maria
07/12 - 3ª Audiência Pública da LOA será na segunda-feira (18), às 09:00 horas
07/12 - |MEMÓRIA DO LEGISLATIVO CUIABANO| 1977: a Câmara homenageia o poeta Carmindo de Campos
07/12 - Câmara de Cuiabá aprova lei contra abandono de incapazes em veículos
SESSÃO AO VIVO
INFORMES

Câmara Municipal de Cuiabá - Praça Moreira Cabral
Centro - s/n - Cuiabá-MT - CEP 78020-010 - Fone: (65) 3617-1500
Todos os direitos reservados © 2013 - Desenvolvimento: Secretaria de Comunicação
O horário de atendimento ao público é de segunda a sexta-feira das 7:30hs às 13:30hs.