Início
NOTÍCIAS
27/10/2015
Bancos reabrem em grande parte do país nesta terça-feira
Agência Brasil/Arquivo
Em MT a greve continua, 269 agências estão fechadas
Os bancários da maior parte do país encerraram nessa segunda-feira (26) a greve da categoria, que durou 21 dias. Segundo a Confederação Nacional dos Trabalhadores de Ramo Financeiro (Confraf), 60% das agências estavam paradas desde o dia 6 de outubro. Os trabalhadores dos estados de Mato Grosso e de Roraima decidiram continuar em greve.

A maior parte dos bancários, em assembleias na noite de ontem, aceitou o acordo proposto pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), que ofereceu reajuste de 10% sobre os salários, a participação nos lucros e resultados (PLR) e o piso da categoria. Com o reajuste de 10 % sobre a PLR, os bancários garantiram que a parcela adicional será de 2,2% do valor do lucro líquido, distribuído linearmente. Também foi proposto um reajuste de 14% para os vales-refeição e alimentação.

De acordo com a presidenta do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região e uma das coordenadoras do Comando Nacional dos Bancários, Juvandia Moreira, com esse índice, em 12 anos, será possível acumular 20,83% de ganho real nos salários e 42,3% nos pisos. Para ela, esta paralisação “foi uma das mais fortes dos últimos anos e a conquista foi consequência da nossa luta e mobilização”.

Os bancos aceitaram abonar parte das horas não cumpridas durante a greve e os funcionários vão trabalhar uma hora a mais até o dia 15 de dezembro.

São Paulo e região

Em São Paulo, os bancários da capital, de Osasco e de 15 municípios da região voltam ao trabalho hoje (27). Na assembleia, na tarde de ontem, os trabalhadores decidiram aceitar a proposta da Fenaban. A greve também foi encerrada em 78 cidades de vários estados, entre as quais, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Belo Horizonte e Curitiba.

A oferta patronal foi apresentada na sexta-feira (23), em rodada de negociações em São Paulo. No caso da correção dos vencimentos, houve uma pequena elevação sobre a última proposta, definida em 8,75%, mas que foi rejeitada pelos trabalhadores.

Alguns sindicatos promovem assembleias hoje (27) para decidir sobre o retorno às atividades.

Colaborou Elaine Patricia Cruz, de São Paulo.

Roberta Lopes - Repórter do Radiojornalismo



Imprimir Voltar Compartilhar:  




+ Notícias
11/08 - CCJR analisa 11 matérias durante 20ª reunião ordinária realizada nesta quinta-feira
11/08 - Vereador se posiciona contra PL que libera caça esportiva em MT: "retrocesso à vida"
11/08 - Projeto que proíbe verba pública em eventos que promovam a sexualização de crianças é aprovado
11/08 - Câmara analisa projetos de lei e pareceres na sessão desta quinta
11/08 - Vereadora cobra luz e água para o Pedra 90 e região
11/08 - Secretária de Saúde atende convocação de vereador e presta contas no TCE
11/08 - Audiência Pública discute a criação e união do Setor III do Três Barras
10/08 - Câmara realiza exposição para celebrar os 50 anos do Palácio Paschoal Moreira Cabral
10/08 - Agora é Lei Semana de Conscientização e Combate ao Preconceito contra as Pessoas Portadoras de Nanismo
10/08 - Nosso Palácio completa 50 anos de história
10/08 - Lei que institui o Fevereiro Laranja campanha de conscientização sobre a leucemia é sancionada
09/08 - Artistas recebem Títulos de Acadêmicos Efetivos da ACILBRAS durante 3º Sarau Cuiabano
SESSÃO AO VIVO
INFORMES
Praça Moreira Cabral - Centro - s/n - Cuiabá-MT - CEP 78020-010 - Fone: (65) 3617-1500
Desenvolvimento: Secretaria de Comunicação - Todos os direitos reservados © 2018
O horário de atendimento ao público é de segunda a sexta-feira das 7:00hs às 18:00hs.